Contenido principal del artículo

Mateus Egilson da Silva Alves
Universidade Federal do Delta do Parnaíba
Brasil
Biografía
Maria Gabriela do Nascimento Araújo
Universidade Federal do Delta do Parnaíba
Brasil
Biografía
Ludgleydson Fernandes de Araújo
Universidade Federal do Delta do Parnaíba
Brasil
Biografía
Núm. 19 (2021), Artículos, Páginas 179-194
DOI: https://doi.org/10.30827/dreh.vi19.20981
Recibido: Apr 11, 2021 Aceptado: May 20, 2021 Publicado: Jun 23, 2021
Derechos de autor Cómo citar

Resumen

O presente estudo objetivou discutir as imbricações entre o constructo da resiliência e seu desenvolvimento entre pessoas LGBTQ+ associado ao âmbito dos espaços educativos e suas contribuições para essa relação. Buscou-se, então, revisitar a literatura em diversas fontes, principalmente artigos científicos, na condição de uma revisão narrativa, de modo que a partir do aporte teórico encontrado se produza compreensões quanto à temática abordada. Discute-se, que a resiliência vem sendo incorporada com maior frequência nos estudos psicossociais, principalmente devido aos estudos sobre as interações entre pessoa-ambiente. Nesse interim, explana-se que os espaços educativos sejam um lócus que influenciam no desenvolvimento da resiliência, podendo contribuir para que pessoas LGBTQ+ possam ser mais resilientes, conforme a escola atua como espaço que enfrenta discriminações. Portanto, espera-se que resulte em o conhecimento de que a conquista de altos níveis de resiliência entre as pessoas LGBTQ+ está associada a um bom processo educacional.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles del artículo

Citas

Angst, R. (2017). Psicologia e resiliência: uma revisão de literatura. Psicologia argumento, 27(58), 253-260. Disponível em https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/view/20225

Araújo, L. F.; Bermúdez, M. P. (2015). Resiliencia en adultos: una revisión teórica. Terapia psicológica, 33(3), 257-276. https://dx.doi.org/10.4067/S0718-48082015000300009

Araújo, L. F.; Leal, B. S.; Santos, J. V. O.; Sampaio, A. V. C. (2019). Análise da Resiliência entre Pessoas que Vivem com HIV/AIDS: Um Estudo Psicossocial. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 35, e35416. https://doi.org/10.1590/0102.3772e35416

Araújo, P. V.; Pessoa, V. S.; Fonseca, P. N.; Albuquerque, J. H. A.; Almeida, A. C. (2016). Eu gosto da escola: um estudo sobre o apego ao ambiente escolar. Psicologia Escolar e Educacional, 20(2), 377-384. https://dx.doi.org/10.1590/2175-353920150202996

Averett, P.; Yoon, I.; Jenkins, C. L. (2011). Older lesbians: experiences of aging, discrimination, and resilience. Journal Of Women & Aging, 23(3), 216-232. https://dx.doi.org/10.1080/08952841.2011.587742

Barbosa, A. A. D.; Soares, M. S.; Pereira, J. M. (2018). Características associadas a vítimas de bullying nas escolas brasileiras. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 15(2), 791-799. http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i2.3231

Dinis, N. F. (2011). Homofobia e educação: quando a omissão também é signo de violência. Educar em Revista, 39, 39-50. https://doi.org/10.1590/S0104-40602011000100004

Fajardo, I. N.; Minayo, M. C. S.; Moreira, C. O. F. (2010). Educação escolar e resiliência: política de educação e a prática docente em meios adversos. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, 18(69), 761-774. https://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362010000400006

Felippe, M. L.; Kuhnen, A. (2012). O apego ao lugar no contexto dos estudos pessoa-ambiente: práticas de pesquisa. Estudos de Psicologia / Campinas, 29(4), 609-617. https://doi.org/10.1590/S0103-166X2012000400015

Garcia, I. (2001). Vulnerabilidade e resiliência. Adolescencia Latinoamericana, 2, 128-130. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-292049

Gu, Q.; Day, C. (2008). Teacher’s resilience: a necessary condition for effectiveness. Teaching and Teacher Education, 23, 1302-1316. https://doi.org/10.1016/j.tate.2006.06.006

Hayman, B.; Wilkes, L. (2016). Older lesbian women's health and healthcare: A narrative review of the literature. Journal of Clinical Nursing, 25, 3454-3468. https://dx.doi.org/10.1111/jocn.13237

Hillman, J.; Hinrichsen, G. A. (2014). Promoting an affirming, competent practice with older lesbian and gay adults. Professional Psychology: Research and Practice, 45(4), 269-277. http://dx.doi-org.ez17.periodicos.capes.gov.br/10.1037/a0037172

Kassar, M. C. M. (2016). Escola Como Espaço Para A Diversidade E O Desenvolvimento Humano. Educação & Sociedade, 37(137), 1223-1240. https://dx.doi.org/10.1590/es0101-73302016157049

Libório, R. M. C.; Castro, B. M.; Coelho, A. E. (2006). Desafios metodológicos para a pesquisa em resiliência: Conceitos e reflexões críticas. In Dell’Aglio, D. D.; Koller, S. H.; Yunes, M. A. M. (Eds.), Resiliência e psicologia positiva: Interfaces do risco à proteção, (pp. 89-115). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Lima, D. M. A.; Bomfim, Z. A. C. (2009). Vinculação afetiva pessoa-ambiente: diálogos na psicologia comunitária e psicologia ambiental. Psico, Porto Alegre, 40 (4), 491-497. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/4711

Lira, A. N.; Morais, N. A. (2018). Estratégias metodológicas de investigação da resiliência em lésbicas, gays e bissexuais (LGBs): revisão integrativa de literatura. Temas em Psicologia, 26(3), 1427-1445. https://dx.doi.org/10.9788/TP2018.3-11Pt

Oliveira, Jr. I. B. (2018). A escola promotora de processos-chave de resiliência em famílias organizadas em modelos não convencionais. Psicologia da Educação, 46, 93-101. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-69752018000100010&lng=pt&tlng=pt.

Ortega, A, R. (1998). Violencia Escolar: Su Presencia en Institutos de Educación Secundaria de Andalucía. Revista de Estudios de Juventud, 42, 47-61. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6188688

Paulo, C. M.; Esgalhado, G. (2020). Religiosidade, resiliência e envelhecimento bem-sucedido em homens gays e bissexuais mais velhos. Psicologia, saúde & doenças, 21(1), 124-130. http://dx.doi.org/10.15309/20psd210119

Patterson, J. H.; Collins, I.; Abbott, G. (2004). A study of teacher resilience in urban schools. Journal of Instructional Psychology, 31, 3-11. https://link.gale.com/apps/doc/A115034759/HRCA?u=anon~a8765214&sid=HRCA&xid=86c41b9c

Ribeiro, E. (2020). O impacto da (in) segurança escolar na saúde de estudantes LGBT: violências recônditas nas frestas da escola. Revista Brasileira de Estudos da Homocultura, 3(11), 119-139. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/rebeh/article/view/11204

Rodríguez, M. D. C. F.; Calle, F. V. (2013). En torno al rechazo, la salud mental y la resiliencia en un grupo de jóvenes universitarios gays, lesbianas y bisexuales. Revista Griot, 6(1), 44. Disponível em: https://revistas.upr.edu/index.php/griot/article/view/1623

Santos, É. S.; Lage, A. C. (2018). Lgbtfobia na escola: implicações da gestão escolar. Revista Fórum Identidades, 26(26), 1-18. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/article/view/9176

Santos, R. L.; Oliveira, F. N. de; Bianchini, L. G. B. (2018). Medicalização da aprendizagem e resiliência: significações produzidas na escola. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, 13(5), 1792–1813. http://dx.doi.org/10.21723/riaee.unesp.v13.n4.out/dez.2018.10190.

Sehnem, S. B.; Santos, Neto, J. T. (2017). Violência e resiliência: um estudo sobre as reações cognitivas comportamentais da população LGBT. XXIII Seminário De Iniciação Científica e X Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão (SIEPE 2017; ISSN: 2237-6593). Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14337

Silva, E. H. B.; Negreiros, F. (2020). Violência nas escolas públicas brasileiras: uma revisão sistemática da literatura. Revista Psicopedagogia, 37(114), 327-340. https://dx.doi.org/10.51207/2179-4057.20200027

Waite, H. (2015). Old lesbians: histories and challenges. Australasian Journal on Ageing, 34, 8-13. https://dx.doi.org/10.1111/ajag.12272