Contenido principal del artículo

Sónia Coelho
Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Portugal
Biografía
Susana Fontes
Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Portugal
Biografía
Vol. 28 Núm. 2 (2021): Mujeres en conflicto, Estudios, Páginas 503-522
DOI: https://doi.org/10.30827/arenal.v28i2.15768
Recibido: Aug 7, 2020 Aceptado: Mar 11, 2021 Publicado: Dec 13, 2021
Derechos de autor

Resumen

Este artículo examina la vida y el trabajo de Virgínia Faria Gersão, una profesora portuguesa que se destacó a principios del siglo xx. Era una mujer dedicada a la causa de la enseñanza, lo que política en Portugal era extremadamente baja. Ella hizo campaña para la introducción de cambios importantes en la educación de los niños, apoyando su necesidad de jugar y la reducción de los programas escolares muy complejos. Para llevar a cabo esta investigación, se han consultado las fuentes de archivo, bibliográficas y hemerográficas para comprender este contexto específico y saber más sobre esta importante mujer que merece ser recordada.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles del artículo

Citas

ADÃO, Áurea and REMÉDIOS, Maria José (2000): “A narratividade educativa na 1.ª fase da governação de Oliveira Salazar. A voz das mulheres na Assembleia Nacional portuguesa (19351945)”. Revista Lusófona de Educação, 5: 85-109.

AN (=Assembleia Nacional) (1947): Anais da Assembleia Nacional e da Câmara Corporativa (IV Legislatura). 1. Sessão Legislativa. 1945-1946. Lisboa, Assembleia Nacional.

ARAÚJO, Helena Costa G. (1992): “A feminização do ensino secundário liceal: do lugar de alunas para o de professoras”. Revista de Psicologia e de Ciências da Educação, 3-4: 83-92.

BRAGA, Paulo Drumond (2014): “A educação em debate na assembléia nacional portuguesa: o contributo das mulheres deputadas (1945-1957)”. Caderno Espaço Feminino - Uberlândia-MG, 27-1: 1-23.

CARVALHO, Rómulo (2008): História do Ensino em Portugal. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.

CASTILHO, J. M. Tavares (2009): “GERSÃO, Virgínia Faria”. In CASTILHO, J. M. Tavares: Os Deputados da Assembleia Nacional (1935-1974). http://app. parlamento.pt/PublicacoesOnLine/ DeputadosAN_19351974/html/deputados_g.html, consulted on 30/06/2020.

COELHO, Sónia and FONTES, Susana (2019): “A Gramática das Criancinhas: um projeto inovador da educadora portuguesa Virgínia Gersão”. Revista História da Educação (Online), 23: 1-23.

Diário das Sessões, n.º 5. Sessão n.º 5, em 5 de Dezembro, pp. 33-42, 6 de dezembro 1945.

Diário das Sessões, n.º 39. Sessão n.º 39, em 28 de Fevereiro, pp. 192-194, 1 de março 1946.

Diário das Sessões, n.º 82. Sessão n.º 82, em 30 de janeiro, pp. 444-448, 1 de Fevereiro 1947.

GC (= Gazeta de Coimbra: Diário da manhã). Número 2606, terça-feira 21 de outubro Ano xx 1930, p. 1.

GERSÃO, Virgínia Faria (1921): A gramática das criancinhas. Coimbra, Livraria Nogueira.

GERSÃO, Virgínia Faria (1932): A gramática das criancinhas. Coimbra, Livraria Gonçalves.

GERSÃO, Virgínia Faria (1933): A geometria das criancinhas. Coimbra, Livraria Gonçalves.

GERSÃO, Virgínia Faria (1948a): Sessão n.º 161, em 10 de Dezembro. Diário das sessões, n. 161, p. 34, 11 dez. 1948.

GERSÃO, Virgínia Faria (1948b): Sessão n.º 128, em 27 de Janeiro. Diário das sessões, n. 128, pp. 192-194, 28 jan. 1948.

GOMES, Joaquim Ferreira (1989): A Escola Normal Superior da Universidade de Coimbra (19111930). Lisboa, Instituto de Inovação Educacional.

MOGARRO, Maria João (2012): “República e Ensino Normal: Sob o Signo da Pedagogia da Escola Nova”. In ADÃO, Áurea; SILVA, Carlos Manique da and PINTASSILGO, Joaquim (orgs.): O Homem vale, sobretudo, pela educação que possui: revisitando a primeira reforma republicana do ensino infantil, primário e normal. Lisboa, Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, pp. 45-59.

NÓVOA, António and ALVIM, Yara Cristina (2021): “Covid-19 e o fim da educação: 1870-1920- 1970-2020”. Revista História da Educação (Online), 25: 1-19.

PEDRO, Isabel Maria Henriques (2010): A Mocidade Portuguesa Feminina no Liceu Nacional Infanta D. Maria de Coimbra: contributo para o estudo da educação em Portugal. Lisboa, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa.

PEREIRA, Sara Marques (2005): “Maria Baptista dos Santos Guardiola”. In CASTRO, Zília Osório de and ESTEVES, João (dirs.); SOUSA, António Ferreira de; ABREU, Ilda Soares de and STONE, Maria Emília (coords.): Dicionário no Feminino (Séculos xix-xx). Lisboa, Horizonte, pp. 593-599.

PESSOA, Ana Maria (2005): “Nossos Filhos (Os)”. In CASTRO, Zília Osório de and ESTEVES, João (dirs.); SOUSA, António Ferreira de; ABREU, Ilda Soares de and STONE, Maria Emília (coords.): Dicionário no Feminino (Séculos xix-xx). Lisboa, Horizonte, pp. 793-795.

PIMENTEL, Irene Flunser and ESTEVES, J. (2003): “Carvalho, Domitila de”. In NÓVOA, António (dir.): Dicionário de Educadores Portugueses. Porto, Asa, pp. 292-293.

PINHEIRO, J. E. Moreirinhas (2004): Textos dispersos sobre educação e cultura. Lisboa, Escola Superior de Educação de Lisboa.

REIS, José Alberto (1942): “Critérios de orientação para a constituição da Assembleia Nacional que há-de funcionar desde Novembro de 1942 a Novembro de 1946”. Lisboa, Arquivo Nacional da Torre do Tombo (A.N.T.T.), Arquivo Oliveira Salazar (A.O.S.), Correspondência Oficial (C.O.), Presidência do Conselho (P. C.), 17A, pasta 1, p. 9.

ROCHA, Cristina (1991): “Contribuição do ensino secundário liceal feminino para um modelo de educação pública da mulher - 1888-1940”. In Separata de Ciências da Educação em Portugal: situação actual e perspectivas. Porto, Sociedade Portuguesa de Educação, pp. 219-233.

SEABRA, Maria Judite (2003): “Liceu Infanta D. Maria, em Coimbra”. In NÓVOA, António and SANTA-CLARA, Ana Teresa (coords.): “Liceus de Portugal”- Histórias, Arquivos, Memórias. Porto, Edições Asa, pp. 203-221.

SOUSA, Maria Reynolds de (2005a): “Maria Luísa de Saldanha da Gama Van Zeller”. In CASTRO, Zília Osório de and ESTEVES, João (dirs.); SOUSA, António Ferreira de; ABREU, Ilda Soares de and STONE, Maria Emília (coords.): Dicionário no Feminino (Séculos xix-xx). Lisboa, Horizonte, pp. 724-727.

SOUSA, Maria Reynolds de (2005b): “Maria Cândida Bragança Parreira”. In CASTRO, Zília Osório de and ESTEVES, João (dirs.); SOUSA, António Ferreira de; ABREU, Ilda Soares de and STONE, Maria Emília (coord.): Dicionário no Feminino (Séculos xix-xx). Lisboa, Horizonte, pp. 601-602.

VARGAS, Ana (2000): “Mulheres na Assembleia Nacional (1933/1974)”. Eleições. Revista de Assuntos Eleitorais, 6: 43-62.

VASQUES, Eugénia (2001): Mulheres que Escreveram Teatro no Século xx em Portugal. Lisboa, Edições Colibri.

VAQUINHAS, Irene (2005): Nem gatas borralheiras, nem bonecas de luxo. As mulheres portuguesas sob o olhar da História (séculos xix-xx). Lisboa, Livros Horizonte.

AUC (= Arquivo da Universidade de Coimbra): Livro para inscrição dos alunos. Faculdade de Letras 1915-1916, fl. 89r.

AUC (= Arquivo da Universidade de Coimbra): Livro para inscrição dos alunos. Faculdade de Letras 1916-1922, fl. 92v-93r.

, setembro 14 - Cernache, Assento de Batismo referente a Virgínia Faria Gersão, Arquivo da Universidade de Coimbra, Registo de Batismo, Livro de Batismos B27 (1896), Coimbra, Cernache.

GERSÃO, Virgínia Faria (12-06-1943): “Carta a Maria Lúcia Namorado de 12-06-1943”. In Espólio de Maria Lúcia Namorado. Lisboa, Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa.

GERSÃO, Virgínia Faria (04-08-1955): “Carta a Maria Lúcia Namorado de 04-08-1955”. In Espólio de Maria Lúcia Namorado. Lisboa, Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa.

DECRETO (1906) = “Decreto (ministerio do reino-Diario do Governo, n.º 43, de 23 de fevereiro) approvada a organização do Lyceu Maria Pia em Lisboa. Erratas no Diario do Governo n.º 1”. In Collecção Official de legislação portugueza: Anno de 1906, Lisboa: Imprensa Nacional, 1907, 112-116. [Diário do Governo 43 (23 Feb. 1906), 725-727].

DECRETO (1911) = “Decreto com força de lei de 29 de março, reorganizando os serviços da instrucção primaria”. In Diário do Governo 73 (quinta-feira, 30 de março de 1911), pp. 1341-1347.