Pais empreendedores e trajetória acadêmica dos filhos universitários: uma abordagem comparativa Portugal-Brasil

Antonela Filipa Jesus, Cláudia Priscila C. Santos

Resumen


O presente artigo analisa as implicações da situação de trabalho em famílias com pais empreendedores na atribuição dos apoios aos estudantes universitários do Brasil e de Portugal. Apoios esses que asseguram a frequência dos estudantes de grupos sociais vulneráveis no ensino superior. A pesquisa é de natureza qualitativa e quantitativa e usa testes para validação de hipóteses de trabalho. As análises sugerem influências da situação de trabalho em relação ao estatuto do estudante e da conclusão do curso sem prorrogação. O estudo apresentou ainda contributos para o perfil do empreendedor em ambos os países, para a política de apoios, bem como para a prática do Serviço Social neste domínio.

 


Palabras clave


Situação face ao emprego; empreendedorismo; Portugal-Brasil; permanência no ensino superior; estudantes universitários

Citas


Amaro, I. (2015). Urgências e Emergências do Serviço Social - Fundamentos da profissão na contemporaneidade. 2ª ed. Lisboa: Universidade Católica Editora.

Audretsch, D. (2003). Entrepreneurship: a survey of the literature. European Comission Entreprise Directorate General. Enterprise Papers No 14, 2003. Luxembourg: Office for Official Publications of the European Communities. Disponível em https://ec.europa.eu/growth/content/entrepreneurship-%E2%80%93-survey-literature-0_ga

Batista, R. & Thurik, R. (2007). The relationship between entrepreneurship and unemployment: is Portugal an outlier? Technological Forecasting & Social Change, 74(1), 75-79. doi: 10.1016/j.techfore.2006.04.003

Caetano, A. Santos, S.e Costa, S. (2012). Psicologia do Empreendedorismo – Processos, Oportunidades e Competências. Lisboa: Editora Mundos Sociais.

Campos, A. e Soeiro, J. (2016). A Falácia do Empreendedorismo. Lisboa: Bertrand Editora.

Comissão Europeia (2013). Comunicação da Comissão Plano de Ação «Empreendedorismo 2020»: Relançar o espírito empresarial na Europa. Bruselas, 9.1.2013, COM(2012) 795 final. Disponível em:

https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/?uri=CELEX%3A52012DC0795

Decreto 7234/2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. Ministério da Educação, Brasil. Diário Oficial da União de 20/07/2010, P. 5.

Decreto-Lei no 129/1993. Estabelece os princípios da política de acção social no ensino superior. Ministério da Educação, Portugal. Diário da República n.º 94/1993, Série I-A de 1993-04-22.

Decreto-Lei nº 126-C/2011, de 29 de Dezembro. Aprova a Lei Orgânica do Ministério da Economia e do Emprego, Portugal. Diário da República n.º 249/2011, 1º Suplemento, Série I de 2011-12-29

Decreto-Lei n.º 266/2012, de 28 de dezembro. Aprova a orgânica do IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. Portugal, Diário da República n.º 251/2012, Série I de 2012-12-28

Dees, G. (2001 [1998]). The meaning of Social Entrepreneurship. Stanford: Kauffman Foundation and Stanford University. Disponível em https://community-wealth.org/content/meaning-social-entrepreneurship

Dornelas, J. (2003). Empreendedorismo Corporativo. São Paulo: Editora Campus.

Drucker, P. (1985). Innovation and entrepreneurship, 1ª ed. Nova Iorque: Harper Collins.

Gaspar, F. (2009). O processo empreendedor e a criação de empresas de sucesso. Lisboa: Edições Sílabo.

Lopes, M. A. (2013). Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra. A política de atribuição de bolsas de estudo e o Serviço Social (Dissertação de Mestrado). Instituto Superior Miguel Torga. Coimbra, Portugal.

Lundstrom, A. e Stevenson, L. (2005). Entrepreneurship Policy: Theory and practice. New York: Kluwer Academic Publishers.

Martin, R. e Osberg, S. (2007). Social Entrepreneurship: The case for definition. Stanford Social Innovation Review, 26-40.

Mello, J. C. R. da S. (2007). Desigualdades sociais e acesso seletivo ao ensino superior no Brasil no período 1994-2001. Revista Electrónica Iberoamericana Sobre Calidad, Eficacia Y Cambio En Educación, 5(2e), 69-83. Disponível em http://www.rinace.net/arts/vol5num2e/art6.pdf

McClelland, D. (1972). A sociedade competitiva: realização e progresso social. Rio de Janeiro: Ed. Expressão e Cultura.

Moore, C. (1986). Understanding Entrepreneurial Behavior: A Definition and Model. Academy of Management Best Papers Proceedings, 66-70.

Palavezzini, J., e Nogueira, F. M. G. (2014). Os programas de assistência estudantil do ensino superior no Brasil : a experiência da UTFPR - Dois Vizinhos. Serviço Social em Revista, 17(1), 5–26. doi: 10.5433/1679-4842.2014v17n1p05

Parente, C., Costa, D., Santos, M. e Chaves, R. (2011). Empreendedorismo Social: contributos teóricos para a sua definição. XIV Encontro Nacional de Sociologia Industrial, das Organizações e do Trabalho Emprego e coesão social: da crise da regulação à hegemonia da globalização. Lisboa, maio 2011. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/61862/2/cparenteempreendedorismo000151867.pdf

Santos, C. P. C. (2017). A assistência estudantil brasileira e a ação social portuguesa na universidade pública: do conhecimento à prática informada em Serviço Social (Tese de doutoramento). Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). Lisboa (Portugal).

Santos, C. P. C. e Ferreira, J. M. L. (2017). Bolsas para estudantes universitários: quadros conceituais, finalidades e processos decisórios para o Serviço Social. Cuad. trab. soc. 30(2), 463-475.

Saraiva, P. (2011). Empreendedorismo: Do conceito à aplicação, da ideia ao negócio, da tecnologia ao valor. 2ª Edição. Coimbra: Universidade de Coimbra.

Sarkar, S. (2014). Empreendedorismo e Inovação. 2.ª ed. Lisboa: Escolar Editora.

Silva, P. A. (2002). O modelo de welfare da europa do sul: Reflexões sobre a utilidade do conceito. Sociologia. Problemas E Praticas, 38, 25–59.

Silveira, M. C. da. (2013). Tensões de um assistente social na Assistência Estudantil do CEPEF-MG/Nepomuceno (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Lavras. Minas Gerais, Brasil.

Sposati, A. (2011). Tendências latino-americanas da política social pública no século 21. Revista Katálisys, 14(1), 104–115.

Timmons, J. (1994). New venture creation: entrepreneurship for the 21st Century. 4ª edição. Burr Ridge: Irwin Press.


Texto completo: PDF (Português (Portugal))

Refbacks





 

ISSN: 2013-6757

 

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional