POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL E PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA: APONTAMENTOS CRÍTICOS

Haidée de Caez-Pedroso- Rodrigues

Resumen


O presente artigo versa sobre a política de assistência social no Brasil. Tem como fundamento a teoria social crítica e traz como ponto de partida reflexões sobre a relação entre acumulação do capital e o surgimento da questão social. Considerando a formação social brasileira e a correlação de forças entre as classes sociais, buscamos apresentar historicamente como se constituíram os direitos sociais no país. No debate contemporâneo são analisadas as principais determinações sociais, políticas e econômicas que mediaram a implementação das políticas sociais na conjuntura de reformas neoliberais na década de 1990, quando passam a se destacar os programas de transferência de renda enquanto estratégias de combate à pobreza. Com o ingresso do Partido dos Trabalhadores à frente do governo federal, algumas mudanças ocorreram principalmente no âmbito da gestão da política de assistência social, mas ainda observamos permanecer o caráter liberal-conservador das políticas sociais, e em especial, às ações preconizadas no Programa Bolsa Família. Tais elementos apontam desafios para os dos profissionais que atuam na gestão e execução dessas políticas sociais que estão comprometidos com os interesses da classe trabalhadora, tanto no que se refere à sua formação quanto ao seu exercício profissional.

This article deals with the social assistance policy in Brazil. It Is based on the critical social theory and brings as a starting point reflections on the relationship between capital accumulation and the emergence of the social question. Considering the Brazilian society and the correlation of forces between social classes, we try to present as the social rights were made in the country. Into contemporary debate, we have reviewed the main social causes, political and economic that mediated the implementation of social policies in the context of neoliberal reforms in the 1990s, when come to the fore the income transfer programs as poverty reduction strategies. When the Trabalhadores Party takes the federal government, some changes occurred mainly in the management of social welfare policy, but the liberal-conservative character of social policies remains, and in particular the actions recommended in the Bolsa Família Program. These elements point to the challenges of professionals working in the management and implementation of these social policies that are committed to the interests of the working class, both in terms of their training with regard to their professional practice.


Palabras clave


superpopulação relativa; política social; assistência social; programa bolsa família; overpopulation relative; social policy; social welfare; bolsa família program

Citas


Anderson, P. (1995). Balanço do neoliberalismo. In: Sader, E. & Gentile, P. (org.). Pós-neoliberalismo - As políticas sociais e o Estado Democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Banco Mundial (2009). Relatório sobre o desenvolvimento mundial 2000/2001: Luta contra a pobreza. Web site. Acessado em Janeiro 19, 2009 em http://www.bancomundial.org.br.

Behring, E. & Boschetti, I. (2011). Política Social: Fundamentos e história. São Paulo: Cortez.

Carvalho, J. M. (2011). Cidadania no Brasil – um longo camino (14ª Ed). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Costanzi, R. & Fagundes, F. (2010). Perfil dos beneficiários do Programa Bolsa Família. In: Castro, J. & Modesto, L. Bolsa Família 2003-2010: avanços e desafios. Vol 01. Brasília: IPEA, 2010. Web site. Acesso em Março 29, 2015 em http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=6604

Couto, B. (2006). O direito social e a assistência social na sociedade brasileira: uma equação possível? São Paulo: Cortez.

Couto, B.; Yazbek, M. C; Silva, M. O. & Raichelis, R. (org.) (2010). O Sistema Único de Assistência Social: uma realidade em movimento. São Paulo: Cortez.

Euzéby, A. (2004). Proteção social, pilar da justiça social. In: Sposati, A. (org.). Proteção social e cidadania – inclusão de idosos e pessoas com deficiência no Brasil, França e Portugal (11-32). São Paulo: Cortez.

Filgueiras, L. & Gonçalves, R. (2007). A economia política do governo Lula. Rio de Janeiro: Contraponto.

Guerra, Y. (2013). Expressões do pragmatismo no Serviço Social: reflexões preliminares. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 16, n. esp., p. 39-49.

Iamamoto, M. & Carvalho, R. (2005). Relações Sociais e Serviço Social no Brasil. (18ª Ed) São Paulo: Cortez; [Lima, Peru]: CELATS.

Ivo, A. (2008). Viver por um fio: pobreza e política social. São Paulo: Annablume; Salvador: CRH/UFBA.

Marx, K. (1998). O capital: crítica da economia política. v.1. e v. 2. 3 ed. Trad. Regis Barbosa e Flávio R. Kothe. São Paulo: Nova Cultural.

Mazzeo, A. (1997). Estado e Burguesia no Brasil: Origens da autocracia burguesa. (2ª Ed). São Paulo: Cortez.

Mota, A.E. (2014). Espaços ocupacionais e dimensões políticas da prática do Assistente Social. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 120, p. 694-705. out./dez. 2014.

_________ (2005). Cultura da crise e seguridade social: um estudo sobre as tendências da previdência e da assistência social brasileira nos anos 80 e 90. 3. ed. São Paulo: Cortez.

Rodrigues, M. T (2008). Eqüidade de gênero e transferência de renda: Reflexões a partir do Programa Bolsa Família. In: Boschetti, I.; Behring, E.; Santos, S.M. & Mioto, R. (org.). Política social no capitalismo: tendências contemporâneas (220-241). São Paulo: Cortez.

Santos, A. A. (2006) Avaliação do programa de transferência de renda de Londrina: Um olhar para além da renda. Serviço Social em Revista, v. 08, n.02, Londrina/PR, Universidade Estadual de Londrina.

Silva, M. O.; Yasbek, M. C. & Giovanni, G. (2008) A política Social Brasileira no Século XXI : A prevalência dos programas de transferência de renda. (4ª. ed. rev. e atual). São Paulo: Cortez.

Stein, R.H (2008). Configuração recente dos programas de transferência de renda na América Latina: focalização e condicionalidade. In: Boschetti, I.; Behring, E.; Santos, S. M. & Mioto, R. (org.) Política social no capitalismo: tendências contemporâneas (196-219). São Paulo: Cortez.


Texto completo: PDF (Português (Portugal))

Refbacks





 

ISSN: 2013-6757

 

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional